O que significa Mentoria no âmbito organizacional?

Publicado em: 09/11/2019
Autor: Claudio Brito
Assunto: Mentoring
Tempo de leitura: 2 minutos

O desenvolvimento do capital intelectual é prioridade no dia a dia das organizações. Mas existem processos que levam os profissionais a aperfeiçoarem suas competências e entregarem o que tem de melhor à empresa. Um que se destaca é a Mentoria organizacional. Nesse artigo você vai descobrir, O que significa Mentoria no âmbito organizacional?

Esse tipo é ministrado por um Mentor, que informa e orienta o Mentorado sobre questões relativas ao trabalho, à carreira e ao contexto da organização. Logo, seu objetivo é proteger o “discípulo” de situações que comprometam sua imagem profissional.

Mas a Mentoria organizacional não se restringe a isso. Consiste numa série de ações que ajudam o Mentorado a dominar o conhecimento necessário para desempenhar o próprio trabalho e crescer na organização e na carreira.

E vai além. É um programa que dá visibilidade ao Mentorado, para que colegas e superiores percebam o progresso dele e o “patrocinem”, defendendo melhores posições para o “discípulo” na organização.

Quando há uma relação de apoio e suporte social bem-aplicada, o Mentoring torna-se uma poderosa ferramenta de crescimento individual e organizacional.

Para você entender melhor a importância da Mentoria organizacional, listamos 14 benefícios desse recurso:

  1. Agilidade e qualidade no aprendizado organizacional;
  2. Rapidez na adaptação de novos colaboradores, como recém-contratados, transferidos, trainees e estagiários;
  3. Retenção de conhecimento tácito, seja técnico ou institucional;
  4. Manutenção e melhor aproveitamento de talentos;
  5. Desenvolvimento de lideranças;
  6. Geração ou aumento de redes de colaboradores;
  7. Ganho de eficiência nos processos de ascensão funcional e de sucessão;
  8. Suporte para processos de mudança da cultura organizacional;
  9. Facilitação do desenvolvimento de uma cultura de diversidade;
  10. Redução de custos com treinamento e desenvolvimento;
  11. Aumento da produtividade;
  12. Orientação de equipes para desenvolver características que as tornem mais produtivas e capazes;
  13. Identificar os pontos fortes e fracos de cada membro da equipe, perceber o que pode melhorar e gerenciar melhor as qualidades individuais;
  14. Exercer funções socio-emocionais, aconselhando, ouvindo as dúvidas e inquietações de membros da equipe, a fim de ajudar cada pessoa a sentir-se mais segura e pronta para desempenhar o trabalho.

Outras áreas de atuação

Além da gestão de recursos humanos, o Mentoring nas organizações pode ser útil em áreas e situações específicas como economia, contabilidade, mercado, casos de sucessão, fusão de empresas, troca de lideranças e outros problemas que possam afetar a dinâmica do negócio.

Não se descarta a possibilidade de a relação entre Mentor e Mentorado aumentar à medida que eles se aproximarem, evoluindo para uma grande amizade e gerando muita confiança e intimidade.

Qualquer organização – privada, pública, pequena, média, grande, nacional ou multinacional – pode implantar um Programa de Mentoring alinhado às necessidades específicas. A consultoria externa ainda é a melhor opção, pois nem toda organização conta com pessoal especializado.

Como é possível perceber, um Programa de Mentoring, seja individual ou em uma empresa, precisa ser estruturado. No caso de uma empresa, é necessário ser alinhado aos objetivos organizacionais, com um método para treinar os participantes e um sistema de avaliação.

Outros conteúdos