O papel do mentor no dia a dia de CEOs renomados - Global Mentoring Group
Blog Mentoring

O papel do mentor no dia a dia de CEOs renomados

claudio brito

Para quem não sabe, no Vale do Silício, o que realmente conta é estar preparado para os desafios de uma grande empresa que pode conquistar o mundo. E, para isso, obviamente eles trabalham fortemente as skills de um CEO, do diretor executivo mais alto dentro da empresa, aquele que decide e não é muito raro você ver esses profissionais na companhia de um grande mentor.

Muitos investidores, inclusive, querem saber se o CEO de uma startup que está começando, o fundador, ou até mesmo o time estão sendo acompanhados por um mentor ou por um coach.

Diferentemente do Brasil, onde essa ocupação acabou sendo ridicularizada, nos Estados Unidos o coach é uma profissão superbem vista e muito valorizada. Isso porque eles realmente sabem que um especialista nesta área pode fazer diferença na vida de qualquer pessoa. Obviamente, se eu vou investir o meu dinheiro, eu quero que   tenha um grande retorno.

Eu estive pessoalmente conversando com muitas pessoas, tanto do lado do investidor quanto do lado do Empreendedor, e sei que lá realmente eles valorizam isso.

Quais são os exemplos, as grandes referências, de CEOs de empresa quem têm mentores? A Apple hoje é a empresa mais valorizada do mundo e o CEO Tim Cook teve como mentor um dos grandes nomes do empreendedorismo mundial que foi o Steve Jobs. O Tim Cook foi mentorado e preparado pelo Steve Jobs para ocupar a posição que ele tem hoje. Portanto, o CEO da empresa mais valorizada do mundo teve mentor e acredito que deve continuar sendo acompanhado por gente grande. Recentemente, ele foi elogiado publicamente por ninguém menos do que Warren Buffet, o megainvestidor.

Outro grande CEO é o Bill Gates, ele que esteve por muito tempo chefiando a Microsoft, além de ser o grande fundador da empresa juntamente com Paul Allen. Ele teve a mentoria, e muitas vezes até hoje, continua sendo visto na companhia de Warren Buffet.

Ele teve uma trajetória muito interessante, cresceu fortemente não só nos Estados Unidos, mas no mundo todo e mesmo após sair da empresa, ele continuou tendo a sua fortuna muito bem avaliada e se manteve constantemente durante muitos anos como um dos homens mais ricos do mundo.

O terceiro da lista é o Jeff Bezos que teve uma carreira muito difícil. Para quem não sabe, a Amazon, nos primeiros dez anos não teve lucro porque tudo que arrecadava, reinvestia no negócio. E o Bezos teve uma capacidade muito grande de se segurar e de se manter no negócio inclusive convencendo os investidores a continuarem a investir em um negócio que não dava muito lucro.

O Bezos teve como mentor o David Shaw, que foi seu chefe no passado antes dele montar a Amazon. Perceba que os grandes empresários sempre buscam um grande mentor.

Outro exemplo que eu posso dar é o do Marc Benioff, da Salesforce, que é uma empresa de CRM voltado para vendas que teve um crescimento gigantesco e ele trabalha diretamente com o Tony Robbins.

Inclusive no livro do Tony Robbins  traz como exemplo o Benioff, principalmente quando ele cita que foi preciso muita técnica e exercício para começar a trabalhar pelo sonho grande, de transformar seu esforço num colosso que a empresa é hoje em dia.

Não por acaso, a Salesforce tem uma grande torre de design de arquitetura ultramoderna no centro de São Francisco, que é uma das cidades mais importantes do Vale do Silício.

Então essa foi a lista que eu compartilhei com você de quatro grandes CEOs de empresas americanas. Todos eles possuem um grande mentor por trás.

A pergunta que fica é: e você? quando é que você vai encontrar o seu mentor. O chamado aqui é grande. A gente além de trabalhar muitos cursos de mentoria traz e apresenta ao mercado grandes mentores. Chegou a hora de você buscar seu mentor e com certeza, ele está aí dentro de um dos nossos treinamentos ou quem sabe eu mesmo posso te mentorar nessa jornada de crescimento.

O que eu posso dizer é que a troca entre um mentor e um empreendedor é grande e muito provavelmente um beneficia o outro não só com insights, mas também com várias ideias. Simplesmente quando eu estou mentorando alguém, naquela mentoria surgem vários insights, várias ideias, e não por acaso muitas vezes a mentoria que eu dou também serve para mim.

You may also like

Banner Community

Leia mais