Marca Pessoal: o seu capital humano!

Não dá mais para você continuar querendo ser, fazer e viver a vida de outras pessoas, reproduzindo tendências (que vão de dancinhas a desafios), que se tornam modismos da noite para o dia nas redes sociais.
Marca Pessoal: o seu capital humano!

Este é o momento ideal do ano para você se dedicar ao mais importante. Você se lembra da Matriz de Eisenhower? Esta bem aqui embaixo…

A Matriz indica para nós os eixos de urgência e importância em nossa configuração de tempo – recurso este, inclusive, que é igualmente distribuído para mim e para você.

Ao longo do tempo, vamos sendo consumidos pelos quadrantes 3 e 4. O 3 indica aquilo que não é importante, porém é urgente. Já o 4 indica aquilo que nem é importante, tampouco urgente.

Portanto, nos primeiros meses do ano, o ritmo está desacelerado e no geral é o momento mais indicado para fazer aquela limpeza mental, material e emocional. Pensar no que realmente faz sentido manter e o que faz sentido deixar ir.

Quando determinamos o que queremos ou não para nossa vida, fica mais fácil filtrar aquilo que não é bom e demonstrar para as outras pessoas como queremos ser tratados, quanto merecemos receber pelo nosso trabalho e quanto, de fato, valemos neste mercado, cada vez mais insano e competitivo.

Sabia que você tem uma MARCA? “Igual marca de produtos, Marcela?”. Podemos dizer que SIM, no sentido do valor que as pessoas atribuem. Eu estou certa de que você está pensando agora que tem investido muito ao longo dos últimos anos em cursos, formações, treinamentos… e seu capital intelectual é extremamente alto.

E eu não duvido, pois nunca se estudou, nunca se investiu tanto em educação como nos últimos anos, especialmente em virtude do crescimento no número de plataformas virtuais dedicadas à educação profissional e especializada.

No entanto, todo esse valor do seu capital intelectual parece não se refletir em seu capital humano. E, afinal de contas, qual é a diferença entre um e outro?

Vamos lá! O seu capital intelectual é medido pelo conjunto de conhecimentos, competências, habilidades e saberes que você tem acumulado ao longo de sua vida, seja via educação formal e acadêmica, quanto pelo seu investimento em cursos de extensão em áreas específicas do mercado de trabalho.

Já o capital humano é o conjunto (também) desses conhecimentos, competências e habilidades, somado aos seus atributos particulares, como seus valores pessoais e características de sua personalidade.

Contudo, o grande diferencial do capital humano é a capacidade que você tem de aplicar o que sabe imprimindo em sua ação o seu toque único, aquilo que te torna inesquecível, proporcionando uma verdadeira experiência diferenciada, marcante e memorável aos olhos das outras pessoas.

Isso é o que chamamos de Marca Pessoal! A capacidade de trazer sua identidade para sua convivência social, prática profissional de maneira diferenciada, humanizada e que faça as pessoas atribuírem a você um valor maior, simplesmente pelo fato de você ter tido a coragem de ser… VOCÊ!

Nas 7 empresas que eu já trabalhei, independente do tempo de serviço dedicado à organização, eu deixei uma marca nas pessoas, tanto que até hoje recebo mensagens de ex-colegas de trabalho e ao ponto de alguns deles terem se tornado meus clientes na mentoria.

“O valor da sua marca pessoal é diretamente proporcional ao seu valor como ser humano.”

Como estrategista de carreiras e marcas pessoais, meu interesse é ensinar meus clientes a extraírem o melhor de sua essência como seres humanos para brilharem em qualquer espaço social ou profissional, porque cargos, funções e posições passam, mas a marca pessoal sempre fica!

Se você tem interesse em despertar o seu capital humano e posicionar sua marca pessoal no mercado de trabalho, o momento é AGORA!

4/5
Post Recentes
Abrir chat
Olá, você precisa de ajuda?